Sororidade – e eu não amo todas as mulheres do mundo

sororidade

Sororidade – e eu não amo todas as mulheres do mundo

Hoje eu estava ouvindo o último episódio do PPKas Cintilantes com a participação da Nicolli Gauterio, do Polimorfas Podcast – no qual eu participei da mesa de estreia. E as meninas chegaram a um assunto que me deixou muito reflexiva durante o resto do dia: sororidade quando não gostamos tanto assim de outra mulher.

É importante ressaltar que, antes de feministas, somos seres humanos. Diversos colapsos neurais que se transformam em pensamentos que nem sempre tem a ver com o de outra pessoa. Você discorda até da sua mãe, que foi quem te criou ou do seu cônjuge, quem escolheu viver, como espera concordar com alguém só pelo gênero em que ela se identifica?

Sororidade pode ser definida como uma aliança entre mulheres baseada na empatia e no companheirismo. Até aí, ok. Eu realmente acredito nisso, tenho muito mais empatia quando se tratam de mulheres de quando estou falando sobre homens. E acredito que vocês, mulheres que me acompanham, sintam o mesmo. Afinal, somos feministas, temos que amar todas as mulheres, não é mesmo?

Não, não é. Portanto, não deixe que ninguém te diga o contrário. Inclusive, muitos homens tem a mania – e falta de bom senso – de jogar isso na nossa cara sempre que dizemos não concordar ou não gostar das opiniões de outra mulheres. O que, convenhamos, é ridículo. Como mulher feminista, é meu papel lutar para ela ter opinião e espaço para opinar. Mas não concordar com tudo que ela fala.

Entretanto, vou deixar uma coisinhas clara aqui: você não precisa amar ninguém, mas tem alguns papeis sim. Quando falamos sobre sororidade, estamos falando de não soltar a mão de ninguém (de verdade!). Além disso não desmerecer uma mulher só por ser mulher, e não desmerecer ninguém pela sua aparência.

Reflitam, comentem e continuem a discussão nos comentários!

Olá, meu nome é Stéfany, tenho 19 anos, sou host aqui do Gaveta e participo também do É Pau, É Pedra. Sou estudante de jornalismo (5/9), produtora de conteúdo e feminista. Me acompanhe nas redes sociais pra gente conversar mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support