Eva Luana, lute como uma garota!

Eva Luana, lute como uma garota!

Eva Luana, lute como uma garota!

Se você esteve fora do instagram durante essa semana, talvez você não saiba quem é ela, mas Eva Luana bombou nos stories com sua história de vida. Uma jovem de 21 anos que sofreu abuso dentro de casa por mais de oito anos.

Tudo começou quando, aos 12 anos, quando Eva via a mãe sendo abusada pelo padrasto sexual, física e psicologicamente. Segundo a moça, o padrasto sempre foi abusivo com a mãe, mas, em determinado momento, isso chegou nela também. Eva começou a ser abusada sexualmente por ele, e as torturas não pararam por ai.

Eu tinha nojo, repulsa, ódio e não entendia porque aquilo acontecia comigo. Me sentia uma criança estranha e diferente das outras.

A menina relatou em uma postagem no instagram.

As torturas foram tantas, que são muito pesadas para escrever todas aqui, mas a menina, a mãe e a irmã eram vigiadas de perto, foram trancadas em uma prisão sem grades, como a própria Eva diz. A menina foi exposta a tanta coisa durante a adolescência. Ele escolheu a faculdade que ela iria cursar, ele iria vigiá-la pelo vidro da porta. Fez ela ser exposta a violências, atravessar a cidade andando, tarde da noite. Roubava todo o dinheiro dela e da mãe, e a lista continua.

Além disso, Eva sofreu diversos abortos, que ela não deixa claro se foram ou não provocados, e nunca foi levada a um hospital para uma curetagem. Coisa que pode levar a morte da mulher.

Salvação

Aos 13 anos, Eva Luana fez a primeira denuncia. Mas foi obrigada a retirar pelo padrasto. O que me faz perguntar: não deveria ser proibido esse tipo de coisa? Se um pré-adolescente conseguiu denunciar, deveria ser obrigação da polícia e do estado a proteção do mesmo. A denuncia não poderia ser retirada e isso evitaria as torturas pelos próximos sete anos.

Mas Eva encontrou pessoas boas, que a incentivaram, mesmo não sabendo o que acontecia, a denunciar. Dia 30 de janeiro desse ano, ela conseguiu fazer isso. No último dia 13, o agressor foi preso, em prisão preventiva, e o caso segue em segredo de justiça.

Eva é o retrato de várias crianças que sofrem abusos dentro de casa e nunca tiveram chance de falar, denunciar ou nunca foram ouvidas. E ela diz, para quem leu sua história, que ela lutou até aqui como uma garota e continuara lutando por outras garotas.

Feminismo

É nosso papel, como feministas e apoiadores do movimento, lutarmos por essas meninas. Eva precisa de apoio e proteção agora, e daremos isso a ela. Várias atrizes e influencers que se dizem feministas estão publicando seu apoio nas redes sociais.

Para o feminismo, mulheres como Eva, que dão sua cara a tapa para mudar o sistema, são nossos maiores bens. Espero que vocês saibam o quanto é importante para a sociedade essa moça ter se exposto dessa forma.

Vamos juntas, Eva Luana! Use a #SomosTodosEva nas redes sociais, para que a justiça seja feita, e acompanhe a história pelo instagram da moça. Admiramos sua coragem em expor esse homem, isso, com certeza, ajudará muitas outras meninas que estão em posições parecidas.

Olá, meu nome é Stéfany, tenho 19 anos, sou host aqui do Gaveta e participo também do É Pau, É Pedra. Sou estudante de jornalismo (5/9), produtora de conteúdo e feminista. Me acompanhe nas redes sociais pra gente conversar mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support